segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Incentivo à prostituição


Por Marcos  Niemeyer
Acompanhe-nos no Facebook e na Nova Virtual FM.

>> Diante da falta do que fazer, o deputado Jean Wyllis (Psol-RJ), resolve apresentar proposta ao Congresso regulamentando a atividade dos "profissionais do sexo" no Brasil.

Conforme o argumento do político fluminense, considera-se profissional do sexo toda pessoa capaz e maior de 18 anos que, voluntariamente, presta serviços sexuais mediante remuneração. Entendestes, Fulaninha de Tal?

"O pagamento pela prestação dos serviços será exigível juridicamente a quem os contratou. Os beneficiados poderão atuar de forma autônoma ou em cooperativa e terão direito à aposentadoria especial com 25 anos de atuação no mercado", sugere o projeto.

"Nada como profissionalizar a putaria no país, pois institucionalizada ela já é", ironizou no Twitter o internauta Sérgio Dourado, de Belo Horizonte.

"E eu que tenho que trabalhar 30 anos e contribuir 25, corro o risco de não me aposentar pois vai chegar o momento que trabalhadoras como eu e arrimos de família terão que trabalhar 100 anos para ter esse direito", disse em um programa de rádio Flávia Barbosa, também da capital mineira.

"Até que é coerente. Putas e políticos se aposentarem com menor tempo de serviço que os trabalhadores honestos. Inaceitável, mas pelo menos coerente, afinal os políticos votam tudo por interesse próprio. Putas e políticos se parecem", despachou por e-mail Evandro Luiz Costa, de Porto Alegre (RS).

E não surpreendam-se caso queiram regulamentar também a profissão de traficante com direito à periculosidade, insalubridade e aposentadoria com dez anos de "serviços" prestados.

No caso específico da proposta regulamentando a atividade dos "profissionais do sexo", trata-se apenas de outra asneira inventada por um político verborrágico e desocupado. Afinal, todos que contribuem como autônomo junto ao INSS tem direito à aposentadoria.

Além do mais, tal medida seria um grande incentivo à prostituição neste país com centenas de problemas não resolvidos. Caso a proposta do deputado Jean Wyllis seja efetivada, maridos traídos e  conformados também vestirão a camisa em benefício de suas "santas" esposas.

Já imagino alguns maridinhos cochichando no escutador de novela das periguetchys ficantes: "Amore mio, transe à vontade. Deite com quantos machos puder. Faça barba, cabelo e bigode. O que importa é que você se aposenta em breve pelos relevantes serviços sexuais prestados night and day. O tempo passa rápido. Quando estiveres velha, pelancuda, cheia de estrias e celulite, porém, não mais apetecerá aos garanhões de plantão. Nem eu, seu velho chifrudinho estrebuchado."

O Submarino tem as melhores ofertas do Brasil. São milhares de ítens disponíveis. Confira!  

Livros - Submarino.com.br

Eletrônicos - Submarino.com.br

                                    www.novavirtualfm.com