quarta-feira, 15 de maio de 2013

A "loira" e o cachorrinho


Por Marcos Niemeyer
Jazz FM. Música civilizada

>> Os novos tempos trouxeram, entre centenas de outras esquisitices, a figura das periguetchys desfilando com seus mimados cachorrinhos pelas praças enquanto fofocam ao celular. Talvez - em sua maioria - nem estejam a falar com quem quer que seja do outro lado da linha.

Pode ser apenas uma tentativa dessas hilárias figuras em chamar atenção dos que circulam no pedaço. Camuflada numa colorida roupa de academia, a sarada fulana caminha por determinada alameda de uma bairro classe média na região central de Juiz de Fora com um pequeno cão pedigree puxado pela coleira.

Cabelos borrados de amarelo-canário, a "loira" tem em mãos algo que parece ser um iPhone top de linha. Ao mesmo tempo em que exibe a geringonça colada ao escutador de novela, baixa a mão e faz movimentos com os dedos dando a entender que está teclando algo.

O cachorrinho empaca diante de cada poste que vê pela frente. Suspende a perninha e deixa sua marca registrada na estrutura de concreto. Ato contínuo, o animal resolve fazer por completo suas necessidades fisiológicas na calçada. Durante uns cinco minutos, o bicho parece se estrebuchar na tentativa de desentupir o intestino.

Absorta ao celuloso, sua proprietária aguarda o sinal verde do cachorro para seguir a caminhada. Ato contínuo, as duas criaturas pululam em linha reta. A sujeira do cãozinho fica para trás. A "loira" sequer tem a preocupação de limpar a cagada - como, aliás, prevê a Lei de Controle de Zoonoses do município.

Uma senhora com dificuldade em se locomover que vinha logo atrás escorra na sujeira e cai ao chão feito abacate maduro que desprende da árvore de origem. Populares que passam pelo local socorrem a vítima.

A figura modernosa sequer para em ato de solidariedade. Apressa os passos com a bunda e o nariz empinados, as tetas siliconadas e a certeza de que neste país a impunidade está longe de ser escorraçada. Já o cãozinho, continua inocentemente molhando postes e árvores ao redor da praça.
.
Cursos Online na Área de Meio Ambiente