terça-feira, 3 de dezembro de 2013

"Caêu aê, gente!"


Por Marcos Niemeyer
mniemeyer50@hotmail.com
cacarejadavirtual


>> O transeunte que circula diariamente neste fim de ano pela parte baixa da Rua Halfeld, no centro de Juiz de Fora, costuma ser surpreendido por inusitada algazarra no interior de um estabelecimento comercial.

Os menos avisados podem imaginar tratar-se de um jogo do Flamengo em que o "mais querido" esteja a sapecar baita chinelada no adversário (afinal, toda população de JF torce para o rubro-negro. Nem que seja contra). Não é nada disso, porém.

Os gritos de "Aêeeeeeee!", acompanhados por uma salva de palmas são ouvidos toda vez que algum cliente da "Casa de Carnes Bom Bife", localizada no número 283, da movimentada via deposita qualquer contribuição na caixinha de Natal dos funcionários. A ruidosa e divertida manifestação, segundo Ana Cláudia Gonçalves, 45 anos, que trabalha no caixa da casa, surgiu espontaneamente.

"Tudo começou no Natal de 2012 quando decidimos colocar a caixinha sobre o balcão. Alguém doou uma moeda e o freguês que estava ao lado comemorou levantando os braços. Então eu disse, caêu aê, gente! Foi o bastante para que os meninos eclodissem um sonoro 'Aêeeeeee', como forma de agradecimento e entusiasmo às vésperas de uma data tão especial. No ano passado tinha mais de quatro mil reais na caixinha", conta sorridente.

Bastante movimentado, o estabelecimento conta com dezessete funcionários, todos jovens, em sua maioria. Independente da quantia que cai na caixinha — tanto faz cinco, dez, cinquenta centavos, um real, cinco ou dez reais — a vibração é a mesma. Basta ouvir a deixa de Ana Cláudia. A moça chacoalha um trepidante sininho e avisa entusiasmada: "Caêu aê, gente!". 



Para o gerente do "Bom Bife", Luciano Barbosa Nascimento, 37 anos, a atitude dos funcionários é positiva e conta com a simpatia da clientela. "Vejo com bons olhos o otimismo e a alegria deles diante de algo tão comum nesta época do ano, que são as caixinhas de Natal."

O gesto espontâneo já começa a ser imitado em outros estabelecimentos comerciais de Juiz de Fora. Durante o trajeto que fizemos na tarde desta terça-feira em vários pontos do centro da cidade, ouvimos a mesma algazarra que teve início na "Casa de Carnes Bom Bife": "Caêu aê, gente! aêeeeee..."
....

Obrigado mesmo!

Agradecemos a todos que nos param nas ruas tanto do Rio quanto de Juiz de Fora para parabenizar-nos por nossas participações jornalísticas no rádio, na TV e pelas escrevinhaças exclusivas neste blog. Agradecimentos extensivos aos e-mails enviados de várias partes do país. Um abraço fraternal àqueles que acreditaram em nosso trabalho e o desprezo absoluto aos energúmenos gatos pingados que torceram pelo fracasso deste humílimo aprendiz de escrevinhador durante a temporada das "vacas magras". Nada melhor que um dia após o outro. 
.