sábado, 11 de junho de 2016

Todo cuidado é pouco com a roubalheira das prestadoras de telefonia móvel


Por Marcos Niemeyer
mniemeyer50@hotmail.com
facebook/


>> Inconformado com o absurdo desconto nos créditos da TIMhosa que uso no celular, resolvi verificar o que estava a ocorrer. Para meu espanto, mensagens automáticas da própria operadora — cada uma delas assaltando-me em três reais e 25 centavos — anunciavam escondidamente na caixa de mensagens: "Conheça a dieta da Cláudia Leitte" (afinal, quem é mesmo e o que faz a tal figura???), "Se ligue nas pegadinhas do Mallandro" (outra grande bosta!), "O melhor do sertanejo universitário" (que mal fiz ao mundo para merecer tamanha desgraça???) e outras porcarias do gênero.

Liguei sem mais delongas para *144 determinando o imediato cancelamento dessas ridículas estratégias de marketing. Afinal, minhas retinas não são penico e meu sofrido dinheirinho só cai na conta deste humílimo aprendiz de escrevinhador com muito sacrifício.

Quem for vítima da mesma estratégia enganosa, basta acessar a operadora fraudulenta e botar a boca no trombone. A medida efetiva no ato o cancelamento dessas ridículas mensagens e recupera em dobro o valor dos créditos roubados do usuário.

Todas as operadoras de telefonia brasileiras utilizam a prática abusiva. Resta ao cliente ficar atendo diante da roubalheira. E, se for o caso, denunciar o golpe à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) solicitando as providências devidas.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), o envio de anúncios comerciais não solicitados por meio de mensagens de texto via celular é totalmente ilegal e pode fazer com o que o responsável pague uma multa milionária pela infração — que pode variar de 450 reais a seis milhões e meio de reais.

Somente este ano milhares de pessoas procuraram o Procon nos mais diferentes do país para reclamações contra a TIMhosa, Vivo, Claro e Oi. Motivo: cobrança indevida, mau funcionamento, enfim, qualidade do serviço deixando a desejar.
.